| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Opinião Curitiba
Desde: 20/03/2009      Publicadas: 5719      Atualização: 25/09/2017

Capa |  Cidade  |  Conhecendo o Seu Bairro  |  Editorial  |  Educação  |  Espaço Cultural  |  Especial  |  Esporte  |  Estadual  |  Gastronomia  |  Geral  |  Jogo Rápido  |  Jurídica  |  Leia Mais  |  Local  |  Moda Estética & Beleza  |  Momento de Fé  |  Nacional  |  Opinião  |  Opinião Social  |  Passando a limpo  |  Recordar é Viver  |  Saúde  |  Segurança  |  Turismo


 Educação

  16/12/2016
  0 comentário(s)


Como lidar com a mudança de escola do seu filho

Como lidar com a mudança  de escola  do seu filho
Mudanças não são nada fáceis - para crianças e adolescentes então, o processo pode ser ainda mais complicado. E uma das maiores mudanças que eles podem vivenciar é a troca de escola. Afinal, são novos espaços, amigos e professores. "É um ambiente diferente, com regras e rotina diferentes. Por isso, é normal sentir um pouco de ansiedade, insegurança e até mesmo estresse durante este momento", explica Esther Cristina Pereira, psicopedagoga e diretora da Escola Atuação.

Mas o que pode motivar esta mudança? Existem muitas opções de colégios com linhas educacionais, filosofia e metodologias de ensino diferentes, o que muitas vezes pode tornar a escolha confusa - e a família pode não se adaptar. "A seleção precisa ser feita com tempo, dedicação, qualidade e muita tranquilidade, já que a criança passa boa parte do seu tempo na escola. E, infelizmente, não existe uma fórmula mágica para a escolha perfeita", revela Esther.

E se o pedido de mudança partir do próprio jovem? Segundo a psicopedagoga, o ideal é acompanhar de perto a rotina escolar do aluno e dialogar sempre. "Assim, os pais conseguem perceber caso surja algum problema. É preciso prestar atenção em como o filho se comporta. Se ele está feliz e empolgado para aprender, é sinal de que a escola atendeu as expectativas da criança. Caso contrário, é preciso conversar com o colégio ou rever a escolha". Mas a palavra final deve ser sempre dos pais.

Durante a mudança, o processo de adaptação precisa contemplar todas essas mudanças. O mais importante é passar segurança para a criança, mostrando que ela está preparada para esta nova fase.
  Autor:   Da Redação





Capa |  Cidade  |  Conhecendo o Seu Bairro  |  Editorial  |  Educação  |  Espaço Cultural  |  Especial  |  Esporte  |  Estadual  |  Gastronomia  |  Geral  |  Jogo Rápido  |  Jurídica  |  Leia Mais  |  Local  |  Moda Estética & Beleza  |  Momento de Fé  |  Nacional  |  Opinião  |  Opinião Social  |  Passando a limpo  |  Recordar é Viver  |  Saúde  |  Segurança  |  Turismo
Busca em

  
5719 Notícias